terça-feira, 15 de maio de 2018

MTE interdita montagem da estrutura do palco e camarotes do São João 2018 de Caruaru



O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) interditou na segunda-feira (14) a montagem do palco e dos camarotes do São João 2018 de Caruaru no principal polo do festejo, o Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

Por meio de nota, a prefeitura informou ao G1 que "não foi notificada pelo MTE e reserva-se ao direito de só se manifestar após tomar conhecimento oficialmente sobre a suposta interdição".

"Foi observado que procedimentos adotados pelas empresas contratadas, com relação ao trabalho em altura, não atendiam às normas de segurança, expondo os trabalhadores a riscos de acidentes de trabalho, ocasionados por quedas", destacou o MTE.

De acordo com o Ministério, entre as irregularidades encontradas no local, estão: falta de comprovação da capacitação dos trabalhadores para trabalho em altura; falta de sistemas de proteção contra quedas e respectivos laudos, incluindo os pontos de ancoragem, selecionados por profissional habilitado; e falta de apresentação de projeto de montagem das estruturas do palco e camarotes.

"Igualmente foram encontradas irregularidades nas instalações elétricas, uma vez que a fiação se apresentava exposta, com emendas, espalhada pelo chão, sem aterramento", e que, por isso, os serviços estariam interditados e só poderiam voltar após adequações.

A gestão municipal também destacou que todas as empresas responsáveis pela instalação da estrutura metálica foram selecionadas por meio de processo de licitação pública, "que exigiu das licitantes toda a documentação técnica que versa sobre o objeto da contratação, a qual obriga o cumprimento total de todas as regras expostas no edital".


               blog manhã nordestina,

terça-feira, 15 de maio de 2018

MTE interdita montagem da estrutura do palco e camarotes do São João 2018 de Caruaru



O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) interditou na segunda-feira (14) a montagem do palco e dos camarotes do São João 2018 de Caruaru no principal polo do festejo, o Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

Por meio de nota, a prefeitura informou ao G1 que "não foi notificada pelo MTE e reserva-se ao direito de só se manifestar após tomar conhecimento oficialmente sobre a suposta interdição".

"Foi observado que procedimentos adotados pelas empresas contratadas, com relação ao trabalho em altura, não atendiam às normas de segurança, expondo os trabalhadores a riscos de acidentes de trabalho, ocasionados por quedas", destacou o MTE.

De acordo com o Ministério, entre as irregularidades encontradas no local, estão: falta de comprovação da capacitação dos trabalhadores para trabalho em altura; falta de sistemas de proteção contra quedas e respectivos laudos, incluindo os pontos de ancoragem, selecionados por profissional habilitado; e falta de apresentação de projeto de montagem das estruturas do palco e camarotes.

"Igualmente foram encontradas irregularidades nas instalações elétricas, uma vez que a fiação se apresentava exposta, com emendas, espalhada pelo chão, sem aterramento", e que, por isso, os serviços estariam interditados e só poderiam voltar após adequações.

A gestão municipal também destacou que todas as empresas responsáveis pela instalação da estrutura metálica foram selecionadas por meio de processo de licitação pública, "que exigiu das licitantes toda a documentação técnica que versa sobre o objeto da contratação, a qual obriga o cumprimento total de todas as regras expostas no edital".


               blog manhã nordestina,

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger