quinta-feira, 12 de julho de 2018

Mais um capítulo da política brejense.! O real motivo é que quem manda na prefeitura é Doutor Edson", declara Bolão ao confirma rompimento com governo Hilário Paulo


O vereador de Brejo da Madre de Deus, Bolão (PP), em participação ao programa Cidade em Foco, comandado pelo radialista Alberes Xavier, falou dos motivos que levaram ao seu rompimento político com o prefeito Hilário Paulo (PSD), além disso, o mesmo confirmou seu apoio ao governador Paulo Câmara (PSB).


De acordo com o vereador, a prefeitura de Brejo da Madre de Deus não é comandada pelo prefeito Hilário Paulo, mas sim pelo ex-prefeito e atual secretário de Saúde, Doutor Edson (PTB). "O prefeito Hilário não assumiu a gestão ainda, não mostrou que realmente é o detentor da caneta. Porque se ele faz algumas coisa que é do pensamento dele e Doutor Edson discorda, Doutor Edson chama e diz: venha cá, você esqueceu de combinar comigo", disse.


Bolão criticou a submissão do prefeito Hilário Paulo ao ex-prefeito Dr. Edson. "Meu pai me ensinou uma coisa verdadeira, quem muito se abaixa, o fundo aparece. Tudo na vida tem limite e eu acho que essa submissão é demais, tudo em excesso é veneno (...). O que nós não concordamos é a submissão, agora a gratidão, respeito, fidelidade, cordialidade, isso é normal, isso é natural, como acontece em vários outros cantos", disse.


Para o vereador, Hilário Paulo terá o seu projeto de reeleição prejudicado pelo planos de Dr. Edson de voltar ao comando de Brejo da Madre de Deus. "O que se comenta em Brejo da Madre de Deus, é que Hilário vai sair feito Toinho do Pará, Sinaldo, Alan Kardec, que foram pessoas que foram só para fazer o mandato tampão, para deixar novamente que a administração anterior volte", explicou.


O vereador confirmou o rompimento com o governo Hilário Paulo, além de lamentar a predileção pelo vereador Mané Bento (PC do B) nos espaços da sub-prefeitura do distrito de Fazenda Nova. Ele confirmou que tal situação foi a gota d'água para sua decisão, porém, pontuou a falta de pulso do prefeito como um fator determinante para o rompimento. "O pivô do rompimento foi pelo fato de Hilário não ter pulso (...). O real motivo é que quem manda na prefeitura é Doutor Edson", lamentou.


"Acredito que seja irreversível, até porque não tem como permanecer em um grupo onde existe muito cacique e pouco índio", respondeu o vereador ao ser questionado sobre a possibilidade de mudar de opinião sobre o rompimento com o governo.


Eleições - Diante disso, o vereador destacou que já comunicou ao prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), de que não acompanhará o projeto de Alessandra Vieira (PSDB) para uma vaga na Assembleia Legislativa. "Eu já comuniquei ao prefeito Edson Vieira, meu amigo, de que infelizmente estou impossibilitado de trabalhar para a pré-candidatura da primeira-dama Alessandra Vieira, pedindo votos para ela, em face do meu rompimento com o governo Hilário".


Apoios - Na oportunidade, o vereador confirmou seu apoio a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB), entretanto, não adiantou os nomes que apoiará para deputado estadual e federal. "Isso vai ser uma coisa que nós vamos sentar e construir ai, amadurecer e vamos ver o que é melhor para o Brejo", disse o vereador, pontuando ainda que sua decisão foi aceita pela população, "Claro que as pessoas que são ligadas a administração acham ruim, mas a grande população é só aplaudindo e dizendo que realmente a atitude foi certa", declarou.


Se ligue - O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Vale do Capibaribe AM (1.370), Rádio Cambucá FM (104.9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net



                Blog manhã nordestina.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Mais um capítulo da política brejense.! O real motivo é que quem manda na prefeitura é Doutor Edson", declara Bolão ao confirma rompimento com governo Hilário Paulo


O vereador de Brejo da Madre de Deus, Bolão (PP), em participação ao programa Cidade em Foco, comandado pelo radialista Alberes Xavier, falou dos motivos que levaram ao seu rompimento político com o prefeito Hilário Paulo (PSD), além disso, o mesmo confirmou seu apoio ao governador Paulo Câmara (PSB).


De acordo com o vereador, a prefeitura de Brejo da Madre de Deus não é comandada pelo prefeito Hilário Paulo, mas sim pelo ex-prefeito e atual secretário de Saúde, Doutor Edson (PTB). "O prefeito Hilário não assumiu a gestão ainda, não mostrou que realmente é o detentor da caneta. Porque se ele faz algumas coisa que é do pensamento dele e Doutor Edson discorda, Doutor Edson chama e diz: venha cá, você esqueceu de combinar comigo", disse.


Bolão criticou a submissão do prefeito Hilário Paulo ao ex-prefeito Dr. Edson. "Meu pai me ensinou uma coisa verdadeira, quem muito se abaixa, o fundo aparece. Tudo na vida tem limite e eu acho que essa submissão é demais, tudo em excesso é veneno (...). O que nós não concordamos é a submissão, agora a gratidão, respeito, fidelidade, cordialidade, isso é normal, isso é natural, como acontece em vários outros cantos", disse.


Para o vereador, Hilário Paulo terá o seu projeto de reeleição prejudicado pelo planos de Dr. Edson de voltar ao comando de Brejo da Madre de Deus. "O que se comenta em Brejo da Madre de Deus, é que Hilário vai sair feito Toinho do Pará, Sinaldo, Alan Kardec, que foram pessoas que foram só para fazer o mandato tampão, para deixar novamente que a administração anterior volte", explicou.


O vereador confirmou o rompimento com o governo Hilário Paulo, além de lamentar a predileção pelo vereador Mané Bento (PC do B) nos espaços da sub-prefeitura do distrito de Fazenda Nova. Ele confirmou que tal situação foi a gota d'água para sua decisão, porém, pontuou a falta de pulso do prefeito como um fator determinante para o rompimento. "O pivô do rompimento foi pelo fato de Hilário não ter pulso (...). O real motivo é que quem manda na prefeitura é Doutor Edson", lamentou.


"Acredito que seja irreversível, até porque não tem como permanecer em um grupo onde existe muito cacique e pouco índio", respondeu o vereador ao ser questionado sobre a possibilidade de mudar de opinião sobre o rompimento com o governo.


Eleições - Diante disso, o vereador destacou que já comunicou ao prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), de que não acompanhará o projeto de Alessandra Vieira (PSDB) para uma vaga na Assembleia Legislativa. "Eu já comuniquei ao prefeito Edson Vieira, meu amigo, de que infelizmente estou impossibilitado de trabalhar para a pré-candidatura da primeira-dama Alessandra Vieira, pedindo votos para ela, em face do meu rompimento com o governo Hilário".


Apoios - Na oportunidade, o vereador confirmou seu apoio a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB), entretanto, não adiantou os nomes que apoiará para deputado estadual e federal. "Isso vai ser uma coisa que nós vamos sentar e construir ai, amadurecer e vamos ver o que é melhor para o Brejo", disse o vereador, pontuando ainda que sua decisão foi aceita pela população, "Claro que as pessoas que são ligadas a administração acham ruim, mas a grande população é só aplaudindo e dizendo que realmente a atitude foi certa", declarou.


Se ligue - O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Vale do Capibaribe AM (1.370), Rádio Cambucá FM (104.9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net



                Blog manhã nordestina.

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger