segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

“Ele nunca colocou essas emendas, nunca conseguiu mostrar sua força” – afirma o prefeito de Jataúba Antônio de Roque


Na manhã desta segunda-feira (24) o programa Rádio Debate recebeu, nos estúdios da Polo FM, o prefeito de Jataúba, Antônio de Roque (MDB).
O prefeito fez uma avaliação de seus dois anos de mandato a frente do município e falou também de alguns pontos polêmicos.
.
Finanças do município
Durante a entrevista, o prefeito citou que esses dois primeiros anos de novo mandato teriam sido “mais fáceis” do que em gestões anteriores. Citando equilíbrio nas contas públicas, o político destacou que a repatriação de recursos ao município (cerca de R$ 1,8 milhão), chegada de outros através de emendas e outros favoreceram a sua gestão.

“Todo o meu planejamento é que, até 28 de dezembro, não quero estar devendo a ninguém. Os meus salários estão rigorosamente em dias, isso há dois anos, desde a repatriação. Estou com zero de débitos” – disse.

Ainda de acordo com o prefeito, as únicas dívidas restantes seriam de um parcelamento para o pagamento do INSS de servidores.
.
Derrota nas urnas em 2018
O prefeito foi questionado pela derrota que teve nas eleições de 2018. Políticos por ele apoiados ou não se reelegeram ou tiveram resultados abaixo do esperado, além da pressão política por conta dos apoios feitos pelo empresário Val (Boy), líder da terceira via no município.

“Foi o fator Bolsonaro que passou por Jataúba e teve também de Val, que veio com uma proposta diferente e o eleitor teve o direito de votar em quem ele queria. O município estava todo organizado, com suas finanças em dia… Se eu estivesse com algo atrasado, com as ruas sujas ou as estradas com dificuldades, mas não… O eleitor é o cidadão que vota e só ele pode explicar” – pontuou.



.
Supostas demissões de contratados que atuavam nos transportes da zona rural para a sede
Durante a entrevista, o prefeito foi questionado sobre a polêmica, onde pessoas que supostamente apoiavam outros políticos, e que atuavam no transporte de pessoas da zona rural para a Sede através da prefeitura, teriam sido demitidos após os resultados nas urnas.
A pauta foi alvo de cobrança de vários populares, que relataram os supostos cortes no programa Cidade Notícia, da Polo FM. Sobre o assunto, o prefeito citou que houve apenas um “tumulto” nos primeiros dias após as eleições, negou a falar em demissões e destacou que tudo havia voltado a normalidade.
.
Busca por novos apoios na Alepe e críticas a Diogo Moraes
Antônio de Roque foi questionado sobre a busca de apoios para sua base na Assembleia Legislativa (Alepe), já que os que foram apoiados por ele não conseguiram se eleger. Citando que seguiria para a base do governador Paulo Câmara (PSB), negou que passaria a apoiar Diogo Moraes (PSB), fazendo críticas.

“Ele é sempre amigo de Mamão e não existe possibilidade (de junção) por duas coisas: primeiro pela questão política e segundo porque, pela força dele no Estado, ele nunca ajudou Jataúba. Ele nunca teve a capacidade de dizer que colocaria emendas para fazer uma rua, de dizer assim ‘Essa emenda, que é de meu direito, você faz uma rua que vou inaugurar’… Ele nunca colocou essas emendas, nunca conseguiu mostrar sua força” – frisou e completou: “Ele sempre anda em Jataúba, mas com recursos, não. Mandou para outros municípios, mas não para Jataúba”.

.

Promessas ainda não cumpridas do Plano de Governo
O prefeito foi questionado sobre pontos de seu Plano de Governo, posto nas últimas eleições municipais, e que ainda não foram cumpridos.
Implantação da Guarda Municipal – O primeiro deles foi da instalação de uma Guarda Municipal e, de acordo com o prefeito, irá acontecer um concurso público, no começo do ano para, contratação também desses profissionais.
Sistema de Monitoramento – O segundo ponto foi o sistema de vigilância por câmeras em pontos de saída e entrada no município. De acordo com ele, existe uma parceria com o Governo do Estado e o município, com a compra de câmeras através de emendas que foram direcionadas por José Augusto Maia, enquanto este era deputado federal.

“A Secretaria de Defesa Social mexeu com isso. Elas foram instaladas, mas nunca funcionaram. Vamos tentar, neste ano que vem, para que o município tome de conta” – disse.

Outro ponto questionado foi a promessa de reforma e ampliação do Hospital Municipal. De acordo com ele, foi realizado a reforma e essa ampliação dependeria de como iria o país e não quis estimar prazos de quando essa ampliação poderia ser feita.
.
Cobrança por nova escola – O prefeito foi questionado por um dos ouvintes sobre quando que poderia ser construída uma nova escola na Passagem do Tó, onde alunos estudam em anexos.
De acordo com ele, mesmo com tentativas de liberar recursos junto ao Governo Federal e não tendo conseguido, se comprometeu em terminar a escola até o final do mandato, mesmo que seja apenas com recursos municipais.
A entrevista completa pode ser conferida no programa Rádio Debate, através do link a seguir: RádioDebate-RádioDebate-24.12.2018
24 
dezembro
 blog manhã nordestina

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

“Ele nunca colocou essas emendas, nunca conseguiu mostrar sua força” – afirma o prefeito de Jataúba Antônio de Roque


Na manhã desta segunda-feira (24) o programa Rádio Debate recebeu, nos estúdios da Polo FM, o prefeito de Jataúba, Antônio de Roque (MDB).
O prefeito fez uma avaliação de seus dois anos de mandato a frente do município e falou também de alguns pontos polêmicos.
.
Finanças do município
Durante a entrevista, o prefeito citou que esses dois primeiros anos de novo mandato teriam sido “mais fáceis” do que em gestões anteriores. Citando equilíbrio nas contas públicas, o político destacou que a repatriação de recursos ao município (cerca de R$ 1,8 milhão), chegada de outros através de emendas e outros favoreceram a sua gestão.

“Todo o meu planejamento é que, até 28 de dezembro, não quero estar devendo a ninguém. Os meus salários estão rigorosamente em dias, isso há dois anos, desde a repatriação. Estou com zero de débitos” – disse.

Ainda de acordo com o prefeito, as únicas dívidas restantes seriam de um parcelamento para o pagamento do INSS de servidores.
.
Derrota nas urnas em 2018
O prefeito foi questionado pela derrota que teve nas eleições de 2018. Políticos por ele apoiados ou não se reelegeram ou tiveram resultados abaixo do esperado, além da pressão política por conta dos apoios feitos pelo empresário Val (Boy), líder da terceira via no município.

“Foi o fator Bolsonaro que passou por Jataúba e teve também de Val, que veio com uma proposta diferente e o eleitor teve o direito de votar em quem ele queria. O município estava todo organizado, com suas finanças em dia… Se eu estivesse com algo atrasado, com as ruas sujas ou as estradas com dificuldades, mas não… O eleitor é o cidadão que vota e só ele pode explicar” – pontuou.



.
Supostas demissões de contratados que atuavam nos transportes da zona rural para a sede
Durante a entrevista, o prefeito foi questionado sobre a polêmica, onde pessoas que supostamente apoiavam outros políticos, e que atuavam no transporte de pessoas da zona rural para a Sede através da prefeitura, teriam sido demitidos após os resultados nas urnas.
A pauta foi alvo de cobrança de vários populares, que relataram os supostos cortes no programa Cidade Notícia, da Polo FM. Sobre o assunto, o prefeito citou que houve apenas um “tumulto” nos primeiros dias após as eleições, negou a falar em demissões e destacou que tudo havia voltado a normalidade.
.
Busca por novos apoios na Alepe e críticas a Diogo Moraes
Antônio de Roque foi questionado sobre a busca de apoios para sua base na Assembleia Legislativa (Alepe), já que os que foram apoiados por ele não conseguiram se eleger. Citando que seguiria para a base do governador Paulo Câmara (PSB), negou que passaria a apoiar Diogo Moraes (PSB), fazendo críticas.

“Ele é sempre amigo de Mamão e não existe possibilidade (de junção) por duas coisas: primeiro pela questão política e segundo porque, pela força dele no Estado, ele nunca ajudou Jataúba. Ele nunca teve a capacidade de dizer que colocaria emendas para fazer uma rua, de dizer assim ‘Essa emenda, que é de meu direito, você faz uma rua que vou inaugurar’… Ele nunca colocou essas emendas, nunca conseguiu mostrar sua força” – frisou e completou: “Ele sempre anda em Jataúba, mas com recursos, não. Mandou para outros municípios, mas não para Jataúba”.

.

Promessas ainda não cumpridas do Plano de Governo
O prefeito foi questionado sobre pontos de seu Plano de Governo, posto nas últimas eleições municipais, e que ainda não foram cumpridos.
Implantação da Guarda Municipal – O primeiro deles foi da instalação de uma Guarda Municipal e, de acordo com o prefeito, irá acontecer um concurso público, no começo do ano para, contratação também desses profissionais.
Sistema de Monitoramento – O segundo ponto foi o sistema de vigilância por câmeras em pontos de saída e entrada no município. De acordo com ele, existe uma parceria com o Governo do Estado e o município, com a compra de câmeras através de emendas que foram direcionadas por José Augusto Maia, enquanto este era deputado federal.

“A Secretaria de Defesa Social mexeu com isso. Elas foram instaladas, mas nunca funcionaram. Vamos tentar, neste ano que vem, para que o município tome de conta” – disse.

Outro ponto questionado foi a promessa de reforma e ampliação do Hospital Municipal. De acordo com ele, foi realizado a reforma e essa ampliação dependeria de como iria o país e não quis estimar prazos de quando essa ampliação poderia ser feita.
.
Cobrança por nova escola – O prefeito foi questionado por um dos ouvintes sobre quando que poderia ser construída uma nova escola na Passagem do Tó, onde alunos estudam em anexos.
De acordo com ele, mesmo com tentativas de liberar recursos junto ao Governo Federal e não tendo conseguido, se comprometeu em terminar a escola até o final do mandato, mesmo que seja apenas com recursos municipais.
A entrevista completa pode ser conferida no programa Rádio Debate, através do link a seguir: RádioDebate-RádioDebate-24.12.2018
24 
dezembro
 blog manhã nordestina

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger