quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

“Nunca me faltou coragem”, diz Luciene Cordeiro ao se despedir da diretoria do Sindicato dos professores



Conhecida pelo pulso firme em benefício da categoria dos professores e atuando no movimento sindical desde 1991, a professora Luciene Cordeiro encerrou suas atividades enquanto diretora do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (SINDUPROM-PE). Ela estava na função há 10 anos, tendo sido, inclusive, uma das fundadoras.
Em nota, ela relata os desafios enfrentados, faz agradecimentos aos companheiros e afirma que “chegou a hora de tomar um fôlego, cuidar da saúde e dos pais”.

“Foram muitos os enfrentamentos, as perseguições, as humilhações, mas nunca me faltou coragem, a luta pela garantia dos nossos direitos e por uma educação pública de qualidade, esse sempre foi e sempre será o principal objetivo”, diz trecho da nota.

A professora solicitou sua aposentadoria e segue em sala de aula. Além disso, assegura que continuará participando de ‘lutas como membro da categoria’.
A nova composição do SINDUPROM-PE toma posse nessa quinta-feira (10). Aos novos integrantes da diretoria, ela também desejou ‘boa sorte e muita paciência’.
Confira a nota na íntegra:
Hoje, estou encerrando as minhas atividades enquanto diretora do SINDUPROM-PE.
Não farei parte da próxima diretoria que tomará posse amanhã. Solicitei a minha aposentadoria e enquanto não sai, voltarei para sala de aula, porém irei participar de todas as lutas como membro da categoria.
Estou no movimento sindical desde 1991, na Direção do SINDUPROM-PE, desde a sua fundação, portanto, deixo a direção com a sensação do dever cumprido.
Chegou a hora de tomar um fôlego, cuidar um pouco de mim, da minha saúde, cuidar dos meus velhos pais que neste momento estão precisando muito dos meus cuidados e da minha atenção.
Foram quase trinta anos de renuncias, vivi momentos de dor, de medo, de raiva, de euforias, de felicidades, de avanços, de retrocessos, de ameaças e de perigos, mas nunca vivi o sentimento da derrota.
Sou grata a Deus por todos os momentos vividos, por nunca ter deixado que eu fraquejasse, ele sempre me guiou e mostrou o melhor caminho, me deu forças e me desviou dos perigos.
Nessa caminhada por onde passei, foram muitos os enfrentamentos, as perseguições, as humilhações, mas nunca me faltou coragem, a luta pela garantia dos nossos direitos e por uma educação pública de qualidade, esse sempre foi e sempre será o principal objetivo.
Em todas esses cidades (Custódia, Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do norte, Santa Maria do Cambucá, Vertentes, Surubim, Vertentes do Lério, Brejo da Madre de Deus, Casinhas, Frei Miguelinho, Belo Jardim, Tacaimbó, Sanharó), onde passei, construí verdadeiros(as) amigos(as).
Quero aqui agradecer a todos os companheiros e companheiras que lutamos juntos, agradecer de forma bem especial aqueles que participaram das comissões de base, pois o apoio e a colaboração de vocês fizeram a diferença, um beijo no coração de cada um!
Aos meus colegas da direção do sindicato, muito obrigada por vocês existirem, pois neste mundo cão em que vivemos é muito difícil termos um núcleo de pessoas resistentes e aguerridos igual a esse nosso, sou muito honrada de estar inserida nele.
Por fim, clamo a todos os colegas professores, a luta não pode parar! Não fique de fora dê a sua contribuição, não podemos permitir que nossos direitos sejam esmagados.
A nova diretoria, desejo boa sorte e muita paciência! E na medida do possível estou aqui para colaborar!
Um abraço a todos!




                   blog manhã nordestina

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

“Nunca me faltou coragem”, diz Luciene Cordeiro ao se despedir da diretoria do Sindicato dos professores



Conhecida pelo pulso firme em benefício da categoria dos professores e atuando no movimento sindical desde 1991, a professora Luciene Cordeiro encerrou suas atividades enquanto diretora do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (SINDUPROM-PE). Ela estava na função há 10 anos, tendo sido, inclusive, uma das fundadoras.
Em nota, ela relata os desafios enfrentados, faz agradecimentos aos companheiros e afirma que “chegou a hora de tomar um fôlego, cuidar da saúde e dos pais”.

“Foram muitos os enfrentamentos, as perseguições, as humilhações, mas nunca me faltou coragem, a luta pela garantia dos nossos direitos e por uma educação pública de qualidade, esse sempre foi e sempre será o principal objetivo”, diz trecho da nota.

A professora solicitou sua aposentadoria e segue em sala de aula. Além disso, assegura que continuará participando de ‘lutas como membro da categoria’.
A nova composição do SINDUPROM-PE toma posse nessa quinta-feira (10). Aos novos integrantes da diretoria, ela também desejou ‘boa sorte e muita paciência’.
Confira a nota na íntegra:
Hoje, estou encerrando as minhas atividades enquanto diretora do SINDUPROM-PE.
Não farei parte da próxima diretoria que tomará posse amanhã. Solicitei a minha aposentadoria e enquanto não sai, voltarei para sala de aula, porém irei participar de todas as lutas como membro da categoria.
Estou no movimento sindical desde 1991, na Direção do SINDUPROM-PE, desde a sua fundação, portanto, deixo a direção com a sensação do dever cumprido.
Chegou a hora de tomar um fôlego, cuidar um pouco de mim, da minha saúde, cuidar dos meus velhos pais que neste momento estão precisando muito dos meus cuidados e da minha atenção.
Foram quase trinta anos de renuncias, vivi momentos de dor, de medo, de raiva, de euforias, de felicidades, de avanços, de retrocessos, de ameaças e de perigos, mas nunca vivi o sentimento da derrota.
Sou grata a Deus por todos os momentos vividos, por nunca ter deixado que eu fraquejasse, ele sempre me guiou e mostrou o melhor caminho, me deu forças e me desviou dos perigos.
Nessa caminhada por onde passei, foram muitos os enfrentamentos, as perseguições, as humilhações, mas nunca me faltou coragem, a luta pela garantia dos nossos direitos e por uma educação pública de qualidade, esse sempre foi e sempre será o principal objetivo.
Em todas esses cidades (Custódia, Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do norte, Santa Maria do Cambucá, Vertentes, Surubim, Vertentes do Lério, Brejo da Madre de Deus, Casinhas, Frei Miguelinho, Belo Jardim, Tacaimbó, Sanharó), onde passei, construí verdadeiros(as) amigos(as).
Quero aqui agradecer a todos os companheiros e companheiras que lutamos juntos, agradecer de forma bem especial aqueles que participaram das comissões de base, pois o apoio e a colaboração de vocês fizeram a diferença, um beijo no coração de cada um!
Aos meus colegas da direção do sindicato, muito obrigada por vocês existirem, pois neste mundo cão em que vivemos é muito difícil termos um núcleo de pessoas resistentes e aguerridos igual a esse nosso, sou muito honrada de estar inserida nele.
Por fim, clamo a todos os colegas professores, a luta não pode parar! Não fique de fora dê a sua contribuição, não podemos permitir que nossos direitos sejam esmagados.
A nova diretoria, desejo boa sorte e muita paciência! E na medida do possível estou aqui para colaborar!
Um abraço a todos!




                   blog manhã nordestina

Página no Facebook