quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Justiça condena médico acusado de estuprar pacientes em unidades de saúde em Pernambuco


A Justiça de Pernambuco condenou o médico acusado de estuprar ao menos 12 pacientes em unidades de saúde do Recife. Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Kid Nélio Souza Melo, de 36 anos, foi sentenciado a 12 anos e 10 meses de prisão em regime fechado. (Veja vídeo acima)

Kid Nélio teve a prisão preventiva decretada em março de 2018 e, desde então, está recolhido no Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Ele foi condenado em primeira instância e, por isso, pode recorrer da sentença, segundo o TJPE.

A sentença, proferida pela 17ª Vara Criminal do Recife, no dia 30 de janeiro, foi divulgada nesta terça-feira (5). O TJPE informou, por meio da assessoria de comunicação, que esse julgamento tem relação com casos de duas vítimas do traumatologista.

Ainda segundo o TJPE, o caso corre em segredo de Justiça. Por isso, não foram repassados mais detalhes sobre o julgamento. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também informou que não poderia informar o teor da acusação contra o médico.

Ao longo da investigação, a Polícia Civil recebeu várias denúncias contra o médico. A primeira delas surgiu quando uma jovem apontou o profissional de saúde como responsável por um estupro na Unidade de Pronto Atendimento (UPOA) da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, em fevereiro de 2018.

Essa primeira vítima procurou a delegacia da Mulher, em Santo Amaro, na área central da capital. No dia seguinte, uma universitária de 21 anos também informou ter sido estuprada pelo traumatologista.

Em março de 2018, o chefe da Polícia Civil, delegado Joselito do Amaral, afirmou que, a partir do quarto depoimento, os investigadores notaram o mesmo perfil dos crimes.

A Delegacia da Mulher conseguiu reunir 12 depoimentos contra o traumalogista. Advogados do médico chegaram a entrar com pedido de relaxamento de prisão, que foi negado pela Justiça.

De acordo com a Polícia Civil, dos 12 abusos que tiveram queixas formalizadas, sete ocorreram na UPA e cinco em um hospital. O primeiro aconteceu em 16 de agosto de 2016 e o último, em 21 de fevereiro de 2018.

O médico foi preso ao se apresentar para prestar depoimento à Polícia. Segundo as investigações, ele teria abusado de mulheres com idades entre 18 e 39 anos.

Perfil

Kid Nélio é natural do Rio Grande do Norte. Ele se graduou em medicina em 2009, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Quando foi preso, ele informou que era casado.

O médico mudou-se para o Recife em 2014. Durante depoimento, em 4 de março de 2018, o médico afirmou que os dois casos de conjunção carnal foram consensuais.



                 Blog manhã nordestina.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Justiça condena médico acusado de estuprar pacientes em unidades de saúde em Pernambuco


A Justiça de Pernambuco condenou o médico acusado de estuprar ao menos 12 pacientes em unidades de saúde do Recife. Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Kid Nélio Souza Melo, de 36 anos, foi sentenciado a 12 anos e 10 meses de prisão em regime fechado. (Veja vídeo acima)

Kid Nélio teve a prisão preventiva decretada em março de 2018 e, desde então, está recolhido no Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife. Ele foi condenado em primeira instância e, por isso, pode recorrer da sentença, segundo o TJPE.

A sentença, proferida pela 17ª Vara Criminal do Recife, no dia 30 de janeiro, foi divulgada nesta terça-feira (5). O TJPE informou, por meio da assessoria de comunicação, que esse julgamento tem relação com casos de duas vítimas do traumatologista.

Ainda segundo o TJPE, o caso corre em segredo de Justiça. Por isso, não foram repassados mais detalhes sobre o julgamento. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) também informou que não poderia informar o teor da acusação contra o médico.

Ao longo da investigação, a Polícia Civil recebeu várias denúncias contra o médico. A primeira delas surgiu quando uma jovem apontou o profissional de saúde como responsável por um estupro na Unidade de Pronto Atendimento (UPOA) da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, em fevereiro de 2018.

Essa primeira vítima procurou a delegacia da Mulher, em Santo Amaro, na área central da capital. No dia seguinte, uma universitária de 21 anos também informou ter sido estuprada pelo traumatologista.

Em março de 2018, o chefe da Polícia Civil, delegado Joselito do Amaral, afirmou que, a partir do quarto depoimento, os investigadores notaram o mesmo perfil dos crimes.

A Delegacia da Mulher conseguiu reunir 12 depoimentos contra o traumalogista. Advogados do médico chegaram a entrar com pedido de relaxamento de prisão, que foi negado pela Justiça.

De acordo com a Polícia Civil, dos 12 abusos que tiveram queixas formalizadas, sete ocorreram na UPA e cinco em um hospital. O primeiro aconteceu em 16 de agosto de 2016 e o último, em 21 de fevereiro de 2018.

O médico foi preso ao se apresentar para prestar depoimento à Polícia. Segundo as investigações, ele teria abusado de mulheres com idades entre 18 e 39 anos.

Perfil

Kid Nélio é natural do Rio Grande do Norte. Ele se graduou em medicina em 2009, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Quando foi preso, ele informou que era casado.

O médico mudou-se para o Recife em 2014. Durante depoimento, em 4 de março de 2018, o médico afirmou que os dois casos de conjunção carnal foram consensuais.



                 Blog manhã nordestina.

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger