terça-feira, 28 de maio de 2019

Governo do Estado descumpre determinação judicial que possibilitaria tratamento domiciliar para criança com cardiopatia congênita


Uma situação preocupante tem ganhado repercussão nas redes sociais da região, o motivo é que um bebê identificado por Isaac Oliveira Malaquias (de um ano e três meses), de Santa Cruz do Capibaribe, que é portador de Síndrome de Down e cardiopatia congênita, está aguardando a liberação por parte do Estado de um home care, espécie de um serviço que conta com atenção de profissionais da saúde no lar do enfermo, e garantindo a segurança e um tratamento adequado.
A autorização do home care se deu através de um despacho expedido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, desde o dia 2 de outubro do ano passado, porém até o momento o Governo do Estado não cumpriu com a decisão judicial.



A família de Isaac Oliveira possui um laudo datado de 10 de janeiro deste ano e emitido pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), comprovando de que Isaac Oliveira está apto para seguir o tratamento em sua residência.
Isaac Oliveira estava internado na UTI do IMIP há mais de 1 ano, após passar por abordagem cirúrgica para a realização de bandagem de artéria pulmonar como tentativa de melhorar a congestão pulmonar e facilitar a saída do respirador mecânico, sendo que ao longo dos meses Isaac evoluiu em seu tratamento.



Nesta quarta-feira (22) Isaac Oliveira foi transferido para a enfermaria do IMIP por motivos de não ser mais um paciente de UTI, porém a família se encontra em uma situação difícil, pois por não ser da região do Recife, seus pais tiveram que abandonar seus empregos e dia a dia em Santa Cruz, para cuidar do filho no hospital.
Diante da situação, a família necessita apenas de que o Governo do Estado conceda o Home Care, conforme determinação da justiça.

Informações de Ney Lima.







                    Blog manhã nordestina.

terça-feira, 28 de maio de 2019

Governo do Estado descumpre determinação judicial que possibilitaria tratamento domiciliar para criança com cardiopatia congênita


Uma situação preocupante tem ganhado repercussão nas redes sociais da região, o motivo é que um bebê identificado por Isaac Oliveira Malaquias (de um ano e três meses), de Santa Cruz do Capibaribe, que é portador de Síndrome de Down e cardiopatia congênita, está aguardando a liberação por parte do Estado de um home care, espécie de um serviço que conta com atenção de profissionais da saúde no lar do enfermo, e garantindo a segurança e um tratamento adequado.
A autorização do home care se deu através de um despacho expedido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, desde o dia 2 de outubro do ano passado, porém até o momento o Governo do Estado não cumpriu com a decisão judicial.



A família de Isaac Oliveira possui um laudo datado de 10 de janeiro deste ano e emitido pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), comprovando de que Isaac Oliveira está apto para seguir o tratamento em sua residência.
Isaac Oliveira estava internado na UTI do IMIP há mais de 1 ano, após passar por abordagem cirúrgica para a realização de bandagem de artéria pulmonar como tentativa de melhorar a congestão pulmonar e facilitar a saída do respirador mecânico, sendo que ao longo dos meses Isaac evoluiu em seu tratamento.



Nesta quarta-feira (22) Isaac Oliveira foi transferido para a enfermaria do IMIP por motivos de não ser mais um paciente de UTI, porém a família se encontra em uma situação difícil, pois por não ser da região do Recife, seus pais tiveram que abandonar seus empregos e dia a dia em Santa Cruz, para cuidar do filho no hospital.
Diante da situação, a família necessita apenas de que o Governo do Estado conceda o Home Care, conforme determinação da justiça.

Informações de Ney Lima.







                    Blog manhã nordestina.

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger