segunda-feira, 15 de outubro de 2018

PRESIDIÁRIO FOI BALEADO APÓS DEIXAR O PRESÍDIO DE CARUARU E MORREU NO HRA



Faleceu na noite deste sábado (13), no Hospital Regional do Agreste, o presidiário, Antonio Amorim Barros, conhecido por “Toninho” de 44 anos, que morava na Rua São Joaquim do Monte, entre os bairros Caiucá e Kennedy. Ele foi atingido por dois disparos quando saiu da Penitenciária Juiz Plácido de Souza, na manhã da última quinta-feira (11) e há alguns meses sofreu uma tentativa na mesma circunstância e após deixar o presídio.


Antonio Amorim, que já estava na progressão de pena, foi um dos alvos da Operação Mulher Rendeira, deflagrada há sete anos e meio, que prendeu cobradores de uma determinada empresa de ônibus, que prendeu pessoas acusadas de integrarem uma quadrilha envolvida em tráfico der drogas, roubos e homicídios. O Antonio passou um tempo cumprindo a pena no regime fechado e há algum tempo passava o dia fora na penitenciária para trabalhar e a noite pernoitava no presídio e a saída definitiva estava prevista para ocorrer daqui a dois meses.


Este foi o 6º homicídio registrado no mês de outubro e o 136º do ano de 2018 e o corpo foi encaminhado para o IML local.

Informações de Adielson Galvão


               blog manhã nordestina.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

PRESIDIÁRIO FOI BALEADO APÓS DEIXAR O PRESÍDIO DE CARUARU E MORREU NO HRA



Faleceu na noite deste sábado (13), no Hospital Regional do Agreste, o presidiário, Antonio Amorim Barros, conhecido por “Toninho” de 44 anos, que morava na Rua São Joaquim do Monte, entre os bairros Caiucá e Kennedy. Ele foi atingido por dois disparos quando saiu da Penitenciária Juiz Plácido de Souza, na manhã da última quinta-feira (11) e há alguns meses sofreu uma tentativa na mesma circunstância e após deixar o presídio.


Antonio Amorim, que já estava na progressão de pena, foi um dos alvos da Operação Mulher Rendeira, deflagrada há sete anos e meio, que prendeu cobradores de uma determinada empresa de ônibus, que prendeu pessoas acusadas de integrarem uma quadrilha envolvida em tráfico der drogas, roubos e homicídios. O Antonio passou um tempo cumprindo a pena no regime fechado e há algum tempo passava o dia fora na penitenciária para trabalhar e a noite pernoitava no presídio e a saída definitiva estava prevista para ocorrer daqui a dois meses.


Este foi o 6º homicídio registrado no mês de outubro e o 136º do ano de 2018 e o corpo foi encaminhado para o IML local.

Informações de Adielson Galvão


               blog manhã nordestina.

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger