quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Prefeita de Glória do Goitá descobre plano para matá-la


Após descobrir um plano para matá-la, a prefeita de Glória do Goitá, Adriana Dornelas Câmara, disse nesta terça-feira (26), durante coletiva, que reforçou a segurança particular e mudou os planos para o carnaval da cidade, localizada na Zona da Mata Norte do estado. O homicídio foi denunciado por um adolescente que estaria jurado de morte depois de se negar a cometer o crime ao ser aliciado por bandidos.

Para a gestora, as ameaças podem ter motivação política. Adriana Dornelas registrou um boletim de ocorrência na Delegacia Regional de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco. Depois seguiu para a sede da Secretaria de Defesa Social (SDS), em Santo Amaro, no Recife.

Mensagens trocadas por meio de um perfil no Facebook mostram quando um jovem identificado como Rodrigo Wanbasten convoca o menor de idade para um “serviço” e cita o nome de um homem identificado como Lívio como suposto mandante do crime. O adolescente seria responsável por seguir os passos da prefeita e avisar ao resto do bando o melhor horário para agir.
Mas o adolescente se nega e diz que pode roubar e traficar, mas matar a prefeita seria loucura. O homem, no entanto, responde que ele terá que substituir Netinho, que estaria preso por tráfico. Ele também informa que a homicídio terá participação de Vino, Binho, Tripa e Felipe Nego da Broz. Segundo o procurador da cidade, Adson Xavier, todos são criminosos conhecidos na cidade.

Além do assassinato da prefeita, o adolescente é aliciado para outro crime: matar um policial que estaria atrapalhando o tráfico da região.
A polícia civil instaurou inquérito para investigar as ameaças e já colheu depoimentos.




                      Blog manhã nordestina.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Prefeita de Glória do Goitá descobre plano para matá-la


Após descobrir um plano para matá-la, a prefeita de Glória do Goitá, Adriana Dornelas Câmara, disse nesta terça-feira (26), durante coletiva, que reforçou a segurança particular e mudou os planos para o carnaval da cidade, localizada na Zona da Mata Norte do estado. O homicídio foi denunciado por um adolescente que estaria jurado de morte depois de se negar a cometer o crime ao ser aliciado por bandidos.

Para a gestora, as ameaças podem ter motivação política. Adriana Dornelas registrou um boletim de ocorrência na Delegacia Regional de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco. Depois seguiu para a sede da Secretaria de Defesa Social (SDS), em Santo Amaro, no Recife.

Mensagens trocadas por meio de um perfil no Facebook mostram quando um jovem identificado como Rodrigo Wanbasten convoca o menor de idade para um “serviço” e cita o nome de um homem identificado como Lívio como suposto mandante do crime. O adolescente seria responsável por seguir os passos da prefeita e avisar ao resto do bando o melhor horário para agir.
Mas o adolescente se nega e diz que pode roubar e traficar, mas matar a prefeita seria loucura. O homem, no entanto, responde que ele terá que substituir Netinho, que estaria preso por tráfico. Ele também informa que a homicídio terá participação de Vino, Binho, Tripa e Felipe Nego da Broz. Segundo o procurador da cidade, Adson Xavier, todos são criminosos conhecidos na cidade.

Além do assassinato da prefeita, o adolescente é aliciado para outro crime: matar um policial que estaria atrapalhando o tráfico da região.
A polícia civil instaurou inquérito para investigar as ameaças e já colheu depoimentos.




                      Blog manhã nordestina.

Página no Facebook

 

Manhã Nordestina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger