quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Justiça determina busca e apreensão de documentos na Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Documentos foram solicitados por CPI e se referem a listagem detalhada de beneficiados no Calçadão de Feira

                

O juiz Moacir Ribeiro da Silva Júnior determinou, nesta quinta-feira (29), que seja realizada uma ação de busca e apreensão na Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe. O objetivo é obter, através de um oficial de justiça, a identificação de pessoas que foram beneficiadas com as concessões de boxs, restaurantes e lanchonetes no Calçadão de Feiras Miguel Arraes de Alencar.
A obra foi construída em recursos do Governo do Estado em parceria com o Município e é alvo de uma CPI na Câmara de Vereadores, o que originalizou o pedido da justiça.
A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe já havia entregue uma lista nominal, mas as informações são insuficientes, conforme argumenta o presidente da CPI, vereador Marlos da Cohab.
Na decisão o juiz cita que “o requerido (a Prefeitura) deveria apresentar uma listagem nominal, acompanhada da identificação dos concessionários, das lojas, box, restaurantes e lanchonetes do calçadão

Informações de Ney Lima.




                Blog manhã nordestina.

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Justiça determina busca e apreensão de documentos na Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe

Documentos foram solicitados por CPI e se referem a listagem detalhada de beneficiados no Calçadão de Feira

                

O juiz Moacir Ribeiro da Silva Júnior determinou, nesta quinta-feira (29), que seja realizada uma ação de busca e apreensão na Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe. O objetivo é obter, através de um oficial de justiça, a identificação de pessoas que foram beneficiadas com as concessões de boxs, restaurantes e lanchonetes no Calçadão de Feiras Miguel Arraes de Alencar.
A obra foi construída em recursos do Governo do Estado em parceria com o Município e é alvo de uma CPI na Câmara de Vereadores, o que originalizou o pedido da justiça.
A Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe já havia entregue uma lista nominal, mas as informações são insuficientes, conforme argumenta o presidente da CPI, vereador Marlos da Cohab.
Na decisão o juiz cita que “o requerido (a Prefeitura) deveria apresentar uma listagem nominal, acompanhada da identificação dos concessionários, das lojas, box, restaurantes e lanchonetes do calçadão

Informações de Ney Lima.




                Blog manhã nordestina.

Página no Facebook